Resenha Do Livro: It Girls

Foi a partir do blog da Ale Garattoni que passei a gostar de jornalismo. A Ale foi editora da revista RG Vogue e do site Glamurama, além de ter assinado matérias para revistas como Vogue, Elle e Glamour. Em 2007, fundou o extinto blog “It Girls” e em 2010 lançou o livro homônimo, que reuniu parte dos posts do It. Mas o que é uma it-girl? São meninas com carisma acima da média, que muito além do estilo e do dinheiro, chamam atenção e influenciam outros. Desvendando os segredos de uma verdadeira it girl, mais que moda e beleza, o livro traz dicas de comportamento, mercado de trabalho e blogs. Cada capítulo é aberto com uma frase inspiradora. E o meu capítulo favorito é o que fala sobre as it girls de diversas épocas como: Grace Kelly, Jackie Kennedy, Costanza Pascolato, entre outras. A escrita é simples e ensina que para ser uma it girl, educação e autoestima são essenciais. O livro foi publicado pela editora Arte e Ensaio. O meu é de brochura, mas a primeira edição era de capa dura. O design é lindo, um luxo. Infelizmente, ele não se encontra mais à venda, mesmo assim fiz a resenha!

Resenha Do Livro: Man Repeller

Man Repeller

Fundado em 2010 por Leandra Medine, o Man Repeller (em tradução livre “repelente de homem”), surgiu com o objetivo de falar sobre o estilo nada convencional da autora. Com humor, nele Leandra escreve sobre: moda, beleza, relacionamento, carreira e muito mais.Man RepellerMan RepellerNo livro, Medine conta histórias hilárias, no qual cada capítulo se inicia com uma peça de roupa que marcou aquele momento. Como o dia em que perdeu sua virgindade de meias soquetes brancas ou como destruiu a clutch Hermès da sua avó.Man RepellerMan RepellerPublicado no Brasil pela editora Novas Ideias (selo do grupo editorial Novo Conceito), o livro conta com prefácio de Vic Ceridono (editora de beleza da Vogue Brasil e fundadora do blog Dia de Beauté). A diagramação é ótima, mas a edição dos textos fica um pouquinho a desejar, encontrei alguns erros. A capa, sinceramente, prefiro a da versão em inglês. E as imagens que o ilustram, vão garantir boas risadas.Man RepellerQuando lançou o livro não fiquei animada pra comprar, admito! Mas encontrei ele em uma feira de livros por 10 reais, não resisti e levei. A leitura é leve e bem íntima, me identifiquei em partes, como a fase adolescente. Tem um quê de feminismo também, como confiança feminina e a liberdade de expressão por meio da moda. Vale a pena!

The Crown

Estou de volta como colunista aqui no EF, e vim falar de uma série que tanto eu, como a Eduarda, dona do blog, estamos apaixonadas.The CrownThe Crown a mais nova série da Netflix, que estreou esse ano, já conquistou o coração das fashionistas. Criada e escrita por Peter Morgan e estrelada por Claire Foy (Wolf Hall), Matt Smith (Doctor Who) e Vanessa Kirby (Como Eu Era Antes de Você) – a série pretende retratar a vida da Rainha Elizabeth II durante seu primeiros anos de reinado até os dias atuais.The CrownMas não é só isso, a trama ainda passa pela Casa do Primeiro Ministro, onde questões políticas e intrigas familiares da Coroa, são discutidas em mesma proporção. Destaque para John Lithgow na pele de Winston Churchill na primeira fase da série, que aliás conta com apenas 10 episódios.The CrownInterpretada por Foy, vemos uma jovem e recém casada Elizabeth, que após o falecimento de seu pai, se vê como monarca de uma das casas reais mais famosas do mundo. Dividida entre o dever e o pessoal, vemos um pouco da rainha e do seu marido o príncipe de Edimburgo, interpretado por Matt Smith!The CrownUma das minhas personagens favoritas é a princesa Margaret (Vanessa Kirby). It girl de sua época, e fama de menina má, a irmã da rainha ficou famosa também pelo seu caso com o capitão Peter Townsend (Ben Milles).

Quem gosta de história vai gostar dessa produção, que dizem, foi uma das mais caras da Netflix, o cenário, as roupas, e as coroas são incríveis. Aguardo ansiosa pela segunda temporada.